Novo ataque faz cinco mortos em Palma

0
428

Novo ataque faz cinco mortos em Palma

As vítimas estavam no interior da residência do Governo local.

O ataque aconteceu em Olumbi, onde foi feita a uma perfuração, em terra, de pesquisa de petróleo.

Maputo (Canalmoz) – Um novo ataque realizado por um grupo armado supostamente ligado ao “terrorismo islâmico”, causou a morte de cinco pessoas e destruiu várias infra-estruturas, no sábado, 13 de Janeiro, no posto administrativo de Olumbi, no distrito de Palma, em Cabo Delegado, no Norte de Moçambique. A informação começou a ser divulgada na tarde de ontem, segunda-feira, pela imprensa nacional e estrangeira. O administrador de Palma, David Machimbuko, confirmou à VOA o ataque, mas não deu detalhes.

“Os disparos duraram algum tempo, e a população entrou em pânico”, disse um morador do posto administrativo de Olumbi à VOA. Segundo esse morador, o grupo de homens armados entrou na sede do posto administrativo por volta das 20h00 de sábado e abriu fogo contra o edifício do Governo local, matando cinco pessoas.

Segundo um outro morador, que à VOA se identificou como Tagir, as barracas do mercado local foram queimadas, a secretaria do posto administrativo de Olumbi foi vandalizada, incluindo a residência do chefe do posto, e foi incendiada a motorizada oficial do Governo.

A VOA diz que há feridos que foram socorridos na sede distrital de Palma, e outros foram transferidos para Mocímboa da Praia.

Este é o segundo ataque que ocorre em Olumbi, desde que começaram as incursões armadas, no dia 5 de Outubro de 2017. Olumbi é uma zona onde foi feita a única perfuração, em terra, para a pesquisa de petróleo, por uma empresa canadiana. A área é bastante sensível. Prevê-se o início da exploração de gás por empresas norte-americanas e canadianas.

O primeiro ataque aconteceu a 23 de Outubro e levou à saída de funcionários das empresas multinacionais que fazem pesquisas de petróleo naquela região.

Na terça-feira, 9 de Janeiro, o porta-voz da Polícia no Comando-Geral anunciou a captura de vinte e quatro indivíduos numa viatura em Mocímboa da Praia. A Polícia desconfia que estes indivíduos estão ligados ao grupo armado que vem semeando terror e pânico em vários pontos de Mocímboa da Praia. (André Mulungo)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 + 6 =