Cidadão português raptado pelos esquadrões da morte: SERNIC já informou a PGR que não tem elementos nem condições para continuar com as investigações

0
435

Maputo (Canalmoz) – O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) já informou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que não tem elementos nem condições para investigar o caso do desaparecimento de Américo Sebastião, cidadão português e empresário, raptado em 29 de Julho de 2016, em Nhamapadza, província de Sofala, pelos esquadrões da morte. A informação foi dada por uma fonte da PGR em Maputo, que disse que o SERNIC foi lá muito tempo depois e que todos os elementos que podiam constituir ponto de partida das investigações ficaram dissipados. Essa informação contrasta com a informação que as autoridades de Maputo têm estado a dar ao Governo português e à família.

Ler mais na versão PDF do Diário CanalMoz, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + dois =