CIP exige a demissão da procuradora-geral da República

0
652

Maputo  (Canalmoz) – O Centro de Integridade Pública  considera que há grande interferência política no caso do julgamento de Manuel Chang, ex-ministro das Finanças, que corre o risco de ser extraditado para os Estados Unidos da América, acusado de ser um dos mentores principais das dívidas ocultas. O CIP exige a demissão imediata da procuradora-geral da República, Beatriz Buchili, do cargo que exerce, ou que, nos termos constitucionais, o Presidente da República a exonere, demonstrando, assim, que não tem quaisquer responsabilidades no caso.

Ler mais na versão PDF do Diário CanalMoz, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

catorze − seis =