O pecado da impunidade

0
820

Por Edwin Hounnou

Beira (Canalmoz) – Os moçambicanos estão bastante satisfeitos com a prisão de Manuel Chang, antigo ministro das Finanças do Governo de Armando Guebuza, no dia 29 de Dezembro passado, na África do Sul, acusado, pelas autoridades norte-americanas, de lavagem de dinheiro e fraude electrónica, no âmbito das dívidas inconstitucionais, em mais dois mil milhões de dólares, contratadas por um grupo de governantes, à margem da Assembleia da República. Para lograrem os seus intentos, o grupo alegou que o país estava em guerra com a Renamo, por isso, criaram as empresas EMATUM, MAM e PROINDICUS para se defenderem da guerra e utilizaram o Estado para avalizarem essas dívidas ilegais.

Ler mais na versão PDF do Diário CanalMoz, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 5 =