Domingos do Rosário aponta para “frelimização” dos órgãos eleitorais e a manipulação dos processos

0
1701

Maputo (Canalmoz) – A falta de profissionalização dos órgãos da administração eleitoral tem contribuído em grande medida para a fraca participação eleitoral e, nesta primeira fase, está a minar também o próprio recenseamento eleitoral. Esta conclusão consta numa análise assinada por Domingos do Rosário, professor da UEM e cientista político, publicada pelo Boletim do Instituto Eleitoral para o Desenvolvimento da Democracia na África Austral (EISA). No artigo, Domingos do Rosário enumera três factores que contribuem para o fiasco do processo eleitoral: o clientelismo político no processo da selecção das empresas que fornecem material eleitoral, empresas todas ligadas a elementos do partido Frelimo; a manipulação da distribuição do material eleitoral, que sempre cria problemas nas zonas de influência da oposição; a fraca capacidade dos membros das brigadas do registo eleitoral.

Ler mais na versão PDF do Diário CanalMoz, mediante subscrição.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze − 10 =