Malfeitores disparam vinte e seis tiros em casa do juiz de Cuamba

0
837

Maputo (Canalmoz) – Quatro homens armados, ainda a monte, dispararam, na madrugada de quinta-feira, 13 de Junho de 2019, vinte e seis tiros contra a residência do juiz-presidente do Tribunal Judicial do Distrito de Cuamba, na província de Niassa.

O magistrado encontrava-se a repousar junto da família. Não se conhecem as motivações do atentado contra o juiz.

A Associação Moçambicana de Juízes como “vil e rasteiro” o atentando contra o juiz, indicando que “atentar contra um juiz é atentar contra o Estado de Direito”.
Num comunicado publicado na passada sexta-feira, a Associação Moçambicana de Juízes repudiou toda e qualquer forma de ataque contra os juízes e “toma a dianteira na adopção e promoção de um quadro jurídico que lhes seja protector”. Associação Moçambicana de Juízes escreveu que “os juízes não vergam nunca, o que deverá exigir do Estado maior comprometimento em garantir a sua segurança como o esteio para a segurança dos seus jurisdicionados. A segurança do juiz não é somente para a pessoa investida da função de julgador. É para a sociedade a que vai servir”, lê-se no comunicado. (Redacção)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 3 =