Mortes frequentes e premeditadas de bebés no Hospital Provincial de Lichinga?

0
83

Direcção Provincial de Saúde de Niassa diz que o assunto está a ser investigado.

Maputo (Canalmoz) – Uma utente do Hospital Provincial de Lichinga, capital da província de Niassa, denunciou uma alegada morte premeditada naquela unidade hospitalar e pediu a intervenção do Presidente da República e da ministra da Saúde para acabar com o fenómeno.

Ler mais na versão PDF do Diário CanalMoz, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 − sete =