BM: Conflito em Cabo Delgado e dívida pública são riscos económicos

0
74
O silo automóvel faz parte de um conjunto de três edifícios que constituem a nova estrutura do Banco

Maputo (Canalmoz) – O Banco de Moçambique (BM) diz que as expectativas em torno do recente Acordo de Paz melhoram a avaliação global dos riscos domésticos, dado o seu impacto na actividade económica. Entretanto, diz o banco, mantêm-se como principais fontes de risco os focos de instabilidade militar em Cabo Delgado, a sustentabilidade da dívida pública em face da necessidade de financiamento tanto do défice das eleições de 2019 como da reconstrução das infra-estruturas pós-desastres naturais e as incertezas em relação ao processo eleitoral. Esta quarta-feira, o Banco Central reuniu o seu Comité de política Monetária CPMO, e fez a avaliação dos riscos subjacentes às projecções de inflação que aliás, tornou-se relativamente mais favorável, entretanto, as incertezas persistem.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

7 + cinco =