Governo proíbe jornalistas comunitários de serem correspondentes e observadores eleitorais

0
224

Maputo (Canalmoz) O Instituto de Comunicação Social, uma instituição tutelada pelo Gabinete de Informação, que, por seu turno, responde perante oprimeiro-ministro, está a impedir os jornalistas das rádios comunitárias e funcionários daquela instituição de exercerem actividades jornalísticas remuneradas e de observação eleitoral.

Ler mais na versão PDF, mediante subs ricão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezoito + cinco =