Não há plano para repatriamento dos estudantes moçambicanos que estão em Wuhan

0
291

Maputo (Canalmoz) – Enquanto vários países estão a enviar aviões e equipas médicas de resgate para tirar os seus cidadãos das zonas afectadas pelo “coronavírus” na China, o Governo de Moçambique ainda não apresentou nenhum plano para a retirada dos moçambicanos que estão actualmente na China, sobretudo os que se encontram na cidade de Wuhan, o epicentro do “coronavírus”, uma pandemia que, desde Dezembro de 2019, já matou cerca de 170 pessoas, maioritariamente de nacionalidade chinesa.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 1 =