Comissão Política do partido Frelimo fala em “acto bárbaro” e Jaime Neto diz que é montagem

1
281
Imagens de supostos elementos das FDS a torturar civis.

Maputo (Canalmoz) – A Comissão Política do partido Frelimo reagiu, na quarta-feira, à tortura e posterior assassinato, com mais de vinte tiros, de uma mulher, apresentado num vídeo gravado pelos próprios militares e que está a chocar o Mundo e a criar uma onda internacional de indignação.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × quatro =