Enquanto se celebrava o Dia da Paz: Um membro da Renamo foi assassinado e quatro foram sequestrados

0
219
André Magibire, secretário-geral da Renamo

Maputo (Canalmoz) – É um episódio que vem dar razão a quem diz que em Moçambique nunca houve reconciliação, nem antes nem depois da assinatura do Acordo Geral da Paz, entre o Governo e Renamo. Cinco membros da Renamo, sendo quatro pertencentes à mesma família, foram raptados em Dombe, no distrito de Sussundenga, província de Manica, no domingo, dia 4 de Outubro, dia em que o país celebrava vinte e oito anos do Acordo Geral de Paz.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × quatro =