São sete anos de impunidade total e de cumplicidade do Estado

0
200

Maputo (Canalmoz) – Depois de, na Beira, ter raptado o filho do dono da Ferragem Chiveve, a quadrilha que instalou o lucrativo negócio dos raptos na maior impunidade em Moçambique elevou a fasquia e, na noite terça-feira, assassinou um conhecido comerciante ligado à venda a retalho de bebidas alcoólicas.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

sete + 9 =