Depois do ataque da CTA: Sete mil motoristas de carga de longo curso em greve geral no dia 2 de Dezembro

0
245

Maputo (Canalmoz) – Quase uma semana depois de a Cofederação das Associações Económicas de Moçambique ter atacado a Associação Moçambicana de Motoristas (AMMO) por estar a realizar manifestações em reivindicação de melhores condições de trabalho, alegadamente porque os motoristas estão a agir de má-fé e de forma anti-ética, precipitando mais um ciclo de manifestações à margem dos consensos alcançados entre as partes em negociações, a AMMO respondeu ao ataque convocando para amanhã, quarta-feira, 2 de Dezembro, uma greve que vai envolver cerca de 7.000 motoristas de carga de longo curso em reivindicação de salário compatível, reconhecimento da profissão, contratos laborais, canalização de descontos para o Instituto Nacional de Segurança e melhores condições de trabalho.


Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez − 6 =