Ordem dos Advogados contorna guerra em Cabo Delgado e Alice Mabota fala em medo de abordar o assunto

0
323

Maputo (Canalmoz) – A Ordem dos Advogados de Moçambique apresentou ontem, terça-feira, 26 de Janeiro, em Maputo, o seu 4.o Relatório sobre a situação dos Direitos Humanos em Moçambique, referente ao período 2018-2019. No documento de 109 páginas, o que chama a atenção é a abordagem superficial feita sobre a guerra em Cabo Delgado, que já matou cerca de 2.000 pessoas e provocou cerca de meio milhão de deslocados.


Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

seis − um =