Presos três funcionários das Alfândegas acusados de corrupção, peculato e falsificação de documentos

0
345

Maputo (Canalmoz) – Três funcionários da Autoridade Tributária de Moçambique afectos ao Terminal de Carga do Aeroporto Internacional de Maputo e dois despachantes aduaneiros foram constituídos arguidos e presos preventivamente em processos separados, suspeitos da prática dos crimes de corrupção activa, corrupção passiva, peculato e falsificação de documentos.


Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × quatro =