Mercenários da DAG contratados pelo Governo para combater terroristas estão a matar civis em Cabo Delgado

0
524

Maputo (Canalmoz) Os mercenários de Lionel Dyck, um zimbabweano velho conhecido de Moçambique, que, há trinta e cinco anos, chefiou um grupo de pára-quedistas que tomou o quartel-general da Renamo (“Casa Banana”), na Gorongosa e que, recentemente, num negócio obscuro, foi contratado pelo Governo para combater o terrorismo em Cabo Delgado, está a matar muitos civis no teatro de operações no Norte.


Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × dois =