Agentes da UIR dizem-se usados para proteger instalações privadas

0
277

Maputo (Canalmoz) – Um grupo de agentes da Unidade de Intervenção Rápida, afecto ao condomínio da “CMC”, no Bairro Fomento, na cidade da Matola, exige o pagamento de um subsídio pela protecção dos escritórios de um empresário de origem asiática que é amigo do comandante-geral da Polícia, Bernardino Rafael.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

11 − três =