Autoridades continuam insatisfeitas com o número de pessoas detidas

0
101

Maputo (Canalmoz) – A fraca implementação da Lei sobre as Uniões Prematuras nas zonas urbanas e nas zonas rurais está a ter implicações directas na detenção de maior número de cidadãos envolvidos com crianças em todo o país. Sem indicarnúmeros, a representante do Ministério do Género, Criança e Acção Social, Ana Namburete, disse que, em todo o país,existem muitos cidadãos detidos, mas o número ainda não satisfaz as autoridades fiscalizadoras, pois acredita-se que há muito cidadãos violadores da lei que estão a ser encobertos dentro das comunidades.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 + dezessete =