“Moçambique vai precisar de muito mais gás para pagar cada euro que a França está a investir”

0
227

Maputo (Canalmoz) O director executivo do Centro para a Democracia e Desenvolvimento, Adriano Nuvunga, considera que o facto de a França estar a financiar a intervenção militar do Ruanda, que se encontra em Moçambique a combater o terrorismo em Cabo Delgado, vai encarecer o projecto para Moçambique, que vai precisar de muito mais gás natural para pagar os custos do investimento militar da Total. Por outro lado, Adriano Nuvunga afirma que a intervenção da tropa ruandesa não visa acabar com a guerra, mas afastar os terroristas da área próxima do projecto, para a sua continuidade.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × quatro =