Quatro réus acusam procurador Alberto Paulo de os ter ameaçado e coagido durante a instrução

0
253

Maputo (Canalmoz) – Isálcio Mahanjane, advogado da família Guebuza, pediu na sexta-feira, 17 de Setembro, que o Tribunal oficie o vice-procurador-geral da República, Alberto Paulo, para responder, como declarante, às alegações de quatro réus que o acusam de ameaças para obter informação,durante o processo de instrução preparatória. O MinistérioPúblico, através da procuradora Ana Sheila Marrengula,considerou o pedido como sendo uma manobra dilatória. Afirmou que os réus tiveram a oportunidade de denunciar tais factos nas fases a seguir à instrução preparatória. O juiz da causa, Efigénio Bpatista, considerou as declarações do Ministério Público e indeferiu o pedido.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × um =