“A PGR martelou documentos”

0
258

Maputo (Canalmoz) – António Carlos do Rosário, ex-director da Inteligência Económica do Serviço de Informação e Segurança do Estado, disse, ontem, quinta-feira, 14 de Outubro, no Tribunal, que os documentos até aqui apresentados pela Procuradoria-Geral da República para o incriminar foram todos “martelados”. Segundo disse“martelar” significa forjar”, na gíria dos Serviços Secretos.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × cinco =