Centro para Democracia e Desenvolvimento diz que Mariano Nhongo devia ter sido capturado e não assassinado

0
112

Maputo (Canalmoz) – “Não se trata de defender um suposto criminoso cujas acções resultaram na morte de cerca de 50 civis, destruição de património público e privado e deslocamento de milhares de famílias nas províncias de Sofala e Manica. Trata-se, isso sim, de defender o Estado de Direito Democrático cujas instituições nunca se devem comparar com supostos criminosos nem tão-pouco agir nos mesmos moldes.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × 3 =