Governo matou Mariano Nhongo, líder contestatário de Ossufo Momade e do DDR

0
170

Maputo (Canalmoz) – Mariano Nhongo foi morto nas matas do distrito de Cheringoma, na província de Sofala. Mariano Nhongo chefiou um movimento de contestação contra a direcção do presidente da Renamo, Ossufo Momade, e contra a forma como conduziu o processo de desarmamento, desmobilização e reintegração dos homens armados da Renamo. Mariano Nhongo morreu a dizer que o processo de desarmamento, desmobilização e reintegração é uma farsa. Sempre disse que não reconhece Ossufo Momade. Exigia dialogar com o Governo, sem intermediários, para o fim da guerra no centro do país e para melhores condições e reintegração dos seus homens.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 1 =