O que aconteceu aos herdeiros de Andre Hanekom?: Família Hanekom luta para limpar o nome do pai que morreu nas mãos do Estado acusado de terrorismo

0
239

Maputo (Canalmoz) – Annette Francis Coetzee, Andrie Magda Hanekom, Amanda Hanekom, Andre Meyer Hanekom Júnior e Arno Petrus Hanekom são filhos de Andre Hanekom e Francis Hanekom, um casal sul-africano que residia em Moçambique desde cerca de vinte anos. Os filhos carregam a dor de, num espaço de menos de dois anos, terem perdido os pais. Primeiro foi o pai, que perdeu a vida no dia 23 Janeiro de 2019, na cama de um hospital, sob custódia policial. Foi baleado e depois raptado pelos esquadrões da morte e, mais tarde, foi acusado de ser financiador dos terroristas em Cabo Delgado. Em 5 de Agosto de 2020, faleceu a mãe. Estava gravemente doente e sem qualquer assistência. Francis Hanekom sempre lutou para livrar o marido das acusações e, depois da morte deste, exigiu uma nova autópsia, ignorando a que tinha sido feita pelas autoridades moçambicanas. Francis Hanekom morreu na sua casa em Palma. As duas filhas, que se encontram na África do Sul, enfrentaram várias dificuldades para viajar para Moçambique, quando a sua mãe estava doente, para trazerem medicamentos e para cuidar da mãe, que já estava com problemas de locomoção, mas não conseguiam autorização por parte de Maputo. Quando a sua filha Annette Coetzee chegou com os medicamentos, já era tarde.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

treze − 2 =