Cristóvão Chume vai dirigir o Ministério da Defesa e Arsénia Massingue é a nova ministra do Interior

0
296

Maputo (Canalmoz) – Cristóvão Chume vai trocar as matas de Cabo Delgado pelo gabinete. Era o comandante do Exército desde Março. Logo a seguir, foi comandar as operações em Palma. Era, até ontem,quem comandava as operações em Cabo Delgado e também assumia as funções de porta-voz. Uma das grandes tarefas é a luta contra o terrorismo em Cabo Delgado. Por se tratar de alguém que conhece a realidade no local, pode dizer-se que tem a missão um pouco facilitada. É um homem da casa, como se costuma dizer-. Quem tem a missão complicada é a nova ministra do Interior. Era, à data da sua nomeação, comissária-chefe na Migração e directora-geral do Serviço Nacional de Migração. Exerceu, antes, outros cargos de direcção e chefia no Ministério do Interior (foi comandante provincial da Polícia nas províncias de Manica e Nampula e inspectora-geral no Ministério do Interior). Vai dirigir um dos Ministérios mais complexos e fundamental para a existência do Estado. Uma das tarefas da nova ministra (tal como era para os ministros que ocuparam o mesmo cargo anteriormente) é o combate à criminalidade organizada. Os raptos são o principal problemapara os dirigentes daquele Ministério. Quase todos os ministros perderam a luta contra os raptos.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezessete − seis =