Governo diz que vai responsabilizar criminalmente cerca de cem funcionários públicos por desvio de fundos

0
124

Maputo (Canalmoz) – Sobre as críticas recorrentes feitas pela oposição sobre a falta de cumprimento das recomendações feitas pelo Tribunal Administrativo, Carlos Agostinho do Rosário disse que o Governo continua a adoptar medidas de correcção, a fim deimplementar acções com vista a melhorar cada vez mais a gestão da coisa pública. A título de exemplo, Carlos Agostinho do Rosário informou que, durante o ano 2020, foram instaurados cerca de 1.300 processos disciplinares contra servidores públicos, que serão submetidos a procedimento criminal por prática de actos que indiciam corrupção, peculato e desvio de fundos.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × 2 =