“Não tinha como agir de outra forma. Havia muita pressão para despachar o pedido”

0
109

Maputo (Canalmoz) – Joana Matsombe, que, à data dos factos, era administradora do Banco de Moçambique e a terceira pessoa na hierarquia deste, autorizou o financiamento de 850 milhões de dólares para a EMATUM. Diz que o fezporque não tinha outra opção e estava a ser pressionada.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × cinco =