Waldemar de Sousa será ouvido pelo papel decisivo que teve na viabilização da dívida da EMATUM

0
116

Maputo (Canalmoz) – Quase todos os declarantes do Banco de Moçambique (incluindo o seu ex-governador, Ernesto Gove) no julgamento sobre o caso das dívidas ocultas citaram o nome de Waldemar de Sousa, que, à data dos factos, eraadministrador. Waldemar de Sousa, em articulação com António Carlos do Rosário (ex-director de Inteligência Económica no Serviço de Informação e Segurança do Estado),interveio no processo de viabilização da dívida da EMATUM.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − dois =