Indivíduos que atiraram balas para a residência de Adriano Nuvunga saíram a correr em direcção à Esquadra

0
239

Maputo (Canalmoz) –  Através das câmaras de vigilância montadas na residência de Adriano Nuvunga, professor universitário e activista social, que, no dia 15 de Agosto,acordou com duas munições de uma arma AK-47,  é possível ver o momento em que as pessoas atiravam os projécteis, que estavam embrulhados parcialmente em papel branco, com escrita não decifrável na íntegra, mas em que uma das frases diz “CUIDADO NUVUNGA”. Ontem, quinta-feira, 1 de Setembro, durante um encontro com activistas sociais, defensores dos Direitos Humanos e jornalistas, foram exibidas imagens de vídeo das câmaras de segurança da residência de Adriano Nuvunga. No vídeo,aparecem duas pessoas. Pelas imagens, essas pessoas saem  da Estrada Circular de Maputo (na zona do Bairro Triunfo). Caminham  de forma descontraída e devagar. Quando chegam em frente à residência de Adriano Nuvunga, uma das pessoas mete a mão no bolso, tira as munições, atira para o interior da residência e, a seguir, as duas pessoas põem-se em fuga. Um dado curioso é que fogem em direcção à Esquadra, a qual está alguns metros a seguir à residência de Adriano Nuvunga.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + dezessete =