“O tribalismo existe e é preciso que se fale dele”

0
340

Maputo (Canalmoz) – As intervenções isoladas de Alberto Chipande e Eduardo Nihia destaparam um tema que é considerado tabu, mas que move paixões e norteia a gestão do poder no partido Frelimo, desembocando no Estado: o tribalismo. No calor desse debate, o Canalmoz ouviu alguns membros do Comité Central do partido Frelimo, àmargem da margem da II Sessão Extraordinária da Frelimo, realizada na quinta-feira, em MaputoPio Matos, governador da Zambézia, afirmou: “O tribalismo existe, e é necessário que se fale dele, mas é preciso combatê-lo”.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 1 =