Mais um capítulo longo sobre a novela TSU: Governo diz que vai pagar salários este mês, mas retroactivos só em Novembro e Dezembro

0
336

Maputo (Canalmoz) – Um murro no estômago dos funcionários públicos. Quando, em Julho, foi adiada a implementação da Lei n.o 5/2022, de 14 de Fevereiro, que Define as Regras e os Critérios para a Fixação de Remuneração dos Servidores Públicos, dos Titulares ou Membros do Órgão Público e dos Titulares e Membros dos Órgãos da Administração da Justiça e aprova a Tabela Salarial Única, o Governo comprometeu-se a pagar os salários com retroactivos. A última promessa do Governo foi de que o pagamento de salários com base na TSU, com os respectivos retroactivos desde Julho, seria feito neste mês de Outubro. Com base nessa informação, os funcionários públicos ficaram na expectativa. Quando faltam dez dias para o mês terminar, o Governo muda de narrativa e frustra, mais uma vez, as expectativas dos funcionários públicos. Neste mês só será pago o salário com base na TSU. Os retroactivos só em Novembro e Dezembro. A informação foi divulgada na terça-feira, 19 de Outubro, pelo ministro da Economia e Finanças, Max Tonela, no primeiro dia da Sessão de Informações do Governo, na Assembleia da República. A informação chega numa altura em que as várias tabelas disponíveis nos anexos dos regulamentos da Lei, em vez de dissipar dúvidas, aumentam-nas, e alguns funcionários públicos colocam um freio na euforia e revêem em baixa as expectativas sobre o que o Estado vai pagar com a famigerada TSU.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 + 15 =