Funcionários das Finanças paralisam actividades e exigem explicações a Max Tonela

0
258

Maputo (Canalmoz) – Funcionários do Ministério da Economia Finanças paralisaram as suas actividades, ontem 2 de Novembro, e amotinaram-se no átrio do Ministériocontestando as irregularidades decorrentes da Tabela Salarial ÚnicaOs funcionários dizem que auferiam um salarial diferenciado. Além do salário-base, incidia sobre o mesmo um bónus de 75% e havia a distribuição de componentes relativas às multas que o sector gerava, mas, com a TSU, tudo ficou diluído. Durante a paralisação das actividades, os funcionários exigiam explicações de como é que estava a ser tratada a questão das remunerações específicas deste sector. Foi enviada uma Comissão para negociar com os grevistas, mas os resultados não foram revelados pelas partes envolvidas. No início da tarde, o Ministério da Economia e Finanças convocou a imprensa. Amilcar Tivane, vice-ministro, desvalorizou a greve ao afirmar que os funcionários estavam a concertar posições.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quinze − dois =