Médicos e Governo chegam a acordo sobre princípios e a greve foi adiada para Dezembro

0
211

Maputo (Canalmoz) A Associação Médica de Moçambique reuniu-se, em 4 e 5 de Novembro, com o ministro da Saúde, Armindo Tiago, e o ministro da Economia e Finanças, Max Tonela, para discutir a Tabela Salarial Única, tendo decido adiar a greve que estava marcada para hoje, 7 de Novembro, 5 de Dezembro. A Associação Médica de Moçambique insiste na exigência de reajustamento do subsídio de localização em 25% para médicos especialistas colocados fora da área da Grande Maputo e para os médicos de clínica geral colocados fora das capitais provinciais. Mas o Governo continua a propor a manutenção dos quantitativos em vigor antes da entrada da TSU para Funcionários e Agentes do Estado com Estatutos Próprios.

 Ler mais na versão PDF, mediante subscrição.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

19 − nove =