Horas extraordinárias em dívida desde 2022 O Ministério da Educação disse que os pagamentos já haviam começado no final do ano. Mas não passou de um truque para evitar a greve durantes os exames nacionais. Os professores e o Governo estão na mesa de diálogo, mas os professores dizem que o pagamento das horas extraordinárias é inegociável.