“Nas províncias de Maputo e Gaza nenhum professor havia recebido horas extras até às 21h00 do dia 20 de Novembro” – Associação Nacional dos Professores