Quarta-feira, Janeiro 16, 2019

O pecado da impunidade

Por Edwin Hounnou Beira (Canalmoz) – Os moçambicanos estão bastante satisfeitos com a prisão de Manuel Chang, antigo ministro das Finanças do Governo de Armando Guebuza, no dia 29 de Dezembro passado, na África do Sul, acusado, pelas autoridades norte-americanas,...
Neste momento decorre um ensaio dentro do partido FRELIMO, para se distanciar dos autores das dívidas ilegais ou ocultas. Este ensaio está a ser conduzido com astúcia, tal como o fez a PGR, ao admitir inesperadamente que havia um...
Beira (Canalmoz) – Até ao momento não foi tomada uma decisão conducente à extradição de Chang, para os EUA. Os advogados de Chang estão a desenvolver excepções dilatórias para obstruir a sua extradição. A defesa de Chang concentra-se nos...
Beira (Canalmoz) – Era uma vez, numa sala de conversa sobre literatura, das que havia no Yahoo, um dos internautas, americano, perguntou-me pela nacionalidade, ao que lhe disse sou Moçambicano. Ele disse-me que não conhecia este país (infelizmente tenho...
Beira (Canalmoz) – Em anos muito recentes entrou na moda o slogan acima. Com este slogan pretendia-se elevar os feitos do partido libertador. Ora, com as dinâmicas sociais, reformularam-se e actualizarem-se os feitos do tal partido. Por ora, o partido...

Game over!

Caro colega Ericino, escrevo-lhe em resposta a uma tua reflexão, na sede social dominante, por me ter parecido juridicamente relevante debater o assunto da prisão de Chang, que como deves saber constitui a prenda do ano novo, no nosso...

A inventar a guerra

Beira (Canalmoz) – Os órgãos eleitorais – Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, (STAE) a Comissão Nacional de Eleições (CNE) – e o Conselho Constitucional,  coadjuvados pelos tribunais distritais e de cidades, sob a protecção fraternal  da Polícia, estão, a...

Camarada Caidodine

Caro Camarada Caidodine, não terminaria este ano sem lhe saudar efusivamente pela coragem com que condenou recentemente o seu arquirrival partido opositor. Em boa hora, a ameaça de recorrer à guerra, em protesto contra a fraude eleitoral, pelo adversário...

A inventar a guerra

Por Edwin Hounnou Os órgãos eleitorais – Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, (STAE) a Comissão Nacional de Eleições (CNE) – e o Conselho Constitucional,  coadjuvados pelos tribunais distritais e de cidades, sob a protecção fraternal  da Polícia, estão, a olhos...

Para quê eleições?

Por Edwin Hounnou Para nada servem, respondemos nós. Servem para enfeitar, por isso conferir alguma  credibilidade democrática ao regime moribundo da Frelimo. Enquanto não  for alterada a maneira como os processos eleitorais são conduzidos, em Moçambique, não vale a pena...