Sexta-feira, Novembro 16, 2018

Um país sem prioridades

Nós concordamos, plenamente, que o país tenha pontes de grande vulto como esta vislumbrante, vistosa, a de Maputo-Katembe, mas feitas com o nosso dinheiro, com o nosso esforço. O nosso país tem tudo para produzir e construir as suas...
Camaradas, Deveis estar muito orgulhosos dos 44 municípios que arrebatastes. Felicito-vos muito efusivamente pela vitória estrondosa. Deveis estar estupefactos pela minha saudação, mas a vossa vitória nas eleições autárquicas deste ano são históricas, pois coincidem no método e no modus operandi com...
Maputo (Canalmoz) – Na qualidade de vogal da Comissão Nacional de Eleições, votei a favor da aprovação da acta e edital do apuramento geral em homenagem aos milhões de moçambicanos que decidiram comparecer nas mesas de votação para exercer...

(A)gosto amargo

Beira (Canalmoz) – Em Agosto findo se replicaram as zangas, os ódios reais, recalcados e dissimulados. Agosto devia ser um mês a gosto, mas não o foi. Desdobraram-se as intrigas, as campanhas de instigação contra as instituições públicas que...
Maputo (Canalmoz) – Na noite da passada segunda-feira (20 de Agosto), confirmou-se o que era assunto de conversa durante a semana: o aproveitamento político que o partido Frelimo na Comissão Nacional de Eleições ia fazer da interpretação deficiente da...
Beira (Canalmoz) – Nesta fase de preparação das eleições de 10 de Outubro joga-se a todas cartadas, no concurso de gestão da cidade de Maputo. A pedra basilar do concurso ancora-se na discriminação eleitoral. Quem manda mais na CNE...

Sempre a meter água

Beira (Canalmoz) – Tal como foi, em Roma, no tempo de Joaquim Chissano, quando do Acordo Geral da Paz, a Renamo não deixou vincada  a integração dos seus militares nas Forças de Defesa e Segurança, quer dizer, nas Forças...
Beira (Canalmoz) – À primeira vista parece um instrumento ridículo. Visto à socapa parece desmerecedor e emprestável. Mas é mágico, definitivamente misterioso e digno de ser evocado. Faz três décadas, desvendei-o no artigo de Mário Pinto de Andrade, inserto no...
Um pouco depois da assinatura do Acordo Geral de Paz, a 4 de Outubro de 1992, assinado entre o Governo da Frelimo e a Renamo, em Roma, um amigo de outras lides que ainda se encontra na vida política...
Nunca mais tornei a vê-lo, desde que furou a fronteira, para o Zimbabwe. Mas deixou-me uma confissão encravada na garganta, que não sei se devo revelá-la. No pico dos cruentos anos de carência, costumávamos sentar-nos aos muros e o sonho...